O CÓDIGO DO AMOR

Por: Alexandre Chollet,
31 de Janeiro de 2020

Descubra o Segredo que a Meghan Markle aprendeu com a Cleópatra e usou para conquistar o príncipe Harry e que você pode usar para conquistar um amor.
(Mesmo que você não se considere uma beldade)

O que você vai ler nas próximas linhas é o que você precisa saber para conquistar o homem que você ama ou para ter um namorado exatamente do jeito que você deseja.

Antes de qualquer coisa, quero que você entenda que isso não tem nada a ver com se tornar uma mulher submissa, ser uma mulher que depende do homem para tudo ou aprender táticas mirabolantes ou mudar a si mesma só para conquistá-lo.… 

O que eu vou te  mostrar é como as mulheres mais poderosas do mundo usam o código do amor para conquistar os homens que amam e estar ao lado deles, ajudando-os para que possam crescer juntos…

Se não é isso que você está buscando, essa não é uma leitura para você…

Eu sei que pode parecer um pouco duro, mas eu preciso te alertar sobre isso, ok? 

Muitas mulheres atraem o homem certo mas ele vai embora rápido, outras atraem o homem errado e eles querem ficar pra sempre….

Por que isso acontece? Por que o ser humano é movido a crenças, ou seja, você só atrai o que você acredita que merece…

Existem dois tipos de atração: atração física e a atração interior.

Eu vou te falar sobre a segunda: a atração interior… 

Justamente porque é o tipo de atração que faz com que um homem deseje viver do lado de uma mulher pelo resto da  vida…

As mulheres que pensam que os homens são fisgados pela aparência, estão enganadas, é claro que ajuda, porém, entenda, não estou falando que você deve andar de qualquer jeito, do tipo ´mulambenta´, não é isso…

O que quero dizer é que a aparência não é tudo, pode parecer ´clichê´, mas é a verdade… eu sou homem e sei o quê estou falando…

Homens poderosos querem mulheres poderosas, que podem acompanhá-los em uma conversa inteligente, mas que também consigam encantá-los como mulher, entende?

É preciso ter um equilíbrio… Mas isso não se conquista da noite para o dia…

Neste momento da história ninguém sofria mais com isso do que as mulheres, elas não tinham armas para forçar os homens a fazer o que elas queriam (e nem para terem opinião) e tinham que aceitar toda a vontade dos homens, sendo meras coadjuvantes submissas na vida deles.

A maioria das mulheres não tinha outra escolha a não ser se submeter a essa situação, mas existiam algumas que mudaram a realidade delas usando o que eu chamo de Código do Amor.

Diante da violência e da brutalidade, estas mulheres fizeram da conquista uma arte sofisticada, a forma mais perfeita de poder e controle sobre os homens.

Elas faziam isso trabalhando a mente e estimulando as fantasias do seu alvo, mantendo-os sempre querendo mais, criando padrões de esperança e desespero que eram e continuam sendo, até hoje, a essência da conquista.

Não foram uma, nem duas, mas dezenas de mulheres que conseguiram alcançar esse patamar, elas sabiam exatamente o momento, a hora, a forma, as ambições e os desejos mais ocultos desses homens...

E uma dessas mulheres foi a poderosa rainha egípcia Cleópatra, que consolidou todo um império por meio da conquista, se tornando uma das maiores figuras de poder.

E agora você vai conhecer mais um pouco sobre a história dessa rainha da conquista.

E agora você vai conhecer mais um pouco sobre a história dessa rainha da conquista.

O ANO ERA 48 ANTES DE CRISTO

Cleópatra era uma rainha que morava no Egito, um dos lugares mais fantásticos do mundo devido ao grande conhecimento e engenhosidade usados para desenvolver as pirâmides.

Todos os dias ela buscava o que era melhor para o seu reino e queria contribuir cada vez mais para o crescimento do seu povo.

Até que em um dia o seu povo se rebelou contra ela, por ela ter ajudado um grande amigo do seu pai, que infelizmente tinha sido morto.

Por causa disso a rainha foi exilada no deserto da Síria.

Esse exílio durou até o momento em que finalmente a rainha decidiu mostrar todo o seu potencial usando a arte de guerra feminina que é: A CONQUISTA.

Se você analisar em diversos registros da história, não dá pra dizer que ela era a mulher perfeita, pelo contrário, ela teve que batalhar muito para conseguir tudo que teve.

E talvez essa fosse uma das maiores motivações para ela: honrar o que seu pai designou mesmo sendo exilada tempos depois.

Assim como qualquer pessoa, ela teve que abrir mão de muitas coisas para ter o sucesso. E todos os atributos que você possa imaginar em uma mulher, ela lutou para ter e não correr o mesmo risco depois, como:

Imagine a confiança que ela tinha nos homens e eles, por sua vez, nela…

Naquela época, quando se faziam viagens, a pessoa não ficava 1 semana fora e voltava para ver como estava, não existiam aviões ou meio de locomoção que fizessem as viagens que fazemos hoje.

As viagens que as pessoas faziam no passado levavam em cerca de no mínimo 1 a 4 anos. E para deixar esse tempo todo o governo na mão de homens, eles deveriam ser 100% confiáveis.

Convivendo com o Império Romano, que cercava todo o Egito, existia a necessidade de interagir com eles, para se manter o estado e a prosperidade era necessário negociar com eles.

E quando eu digo negociar, falo em fazer o possível para que não haja invasões, conflitos, destruição, escravidão e guerras entre ambos estados por disputa de poder, terras e populações.

Ela mesmo queria o mundo em suas mãos e o bem para o seu povo. Como eu disse, o Egito era reconhecido por sua prosperidade, civilizações e construções, até mesmo o Império Romano poderia querer tomar o estado.

Aliás, estava nítido, se a Cleópatra não fizesse nada, era apenas questão de tempo: os povos estariam em guerra e o seu povo iria perder.

Naquela época, não existia WhatsApp, Facebook, nem Instagram, as conversas normalmente deveriam ser pessoalmente ou por cartas.

Muitas vezes as cartas podem ser má interpretadas, por isso Cleópatra estava em um completo risco se não conhecesse logo o novo imperador Romano.

e como chegar até o imperador?

Com vários inimigos e pessoas querendo o governo do Egito, como uma mulher poderia atravessar todo o caminho até chegar no Império Romano e não ser atacada ou exilada novamente? Ou pior, violentada ou morta?

Como confiar nos homens novamente e além disso, estar aberta para conquistar um novo imperador que já tinha acesso a praticamente tudo?

O que deve ter passado na mente de Cleópatra, relembrando das injustiças e de tudo que possa ter acontecido com ela nesta trajetória?

Ela só tinha duas escolhas:

Escolher não confiar mais nas pessoas e viver uma vida de riscos
constantes


Escolher confiar em si mesma e aprender a colocar em prática o Código do Amor


Felizmente, Cleópatra escolheu a segunda opção e precisava de uma estratégia para fazer as pazes e negociações com o seu possível rival.

Naquele mesmo ano, Júlio César, um dos líderes mais poderosos que já existiu, chegou no Egito para garantir que o país continuasse fiel à Roma.

Numa noite, César estava em reunião com seus generais no palácio, quando de repente anunciaram que tinha um mercador grego lá fora, com um presente grande e valioso para César.

César manda o homem entrar. 

O homem chegou com um grande tapete enrolado…

E com um movimento rápido dos punhos, o mercador desenrolou o tapete, revelando a jovem Cleópatra escondida lá dentro...

Então ela se levanta vestida de forma sexy diante de César, e seus convidados comentam que ela parecia uma deusa grega.

Todos ficaram deslumbrados com a visão da bela rainha, eles ficaram admirados com tamanha ousadia e teatralidade. 

Pronto, ela tinha a atenção do imperador. Agora faltava conquistá-lo.

Eles não sabem, mas Cleópatra acabara de usar o poder de escolha e conquista e por isso também acaba de conquistar um dos homens mais poderosos da sua época, Júlio César.

Antes de Cleópatra, César já tivera várias amantes, mas sempre se livrava logo das mulheres para voltar ao que realmente o emocionava, que eram a intriga política, os desafios da guerra e o teatro romano.

César já tinha visto mulheres que tentaram de tudo para mantê-lo enfeitiçado, mas nada o tinha preparado para a rainha da conquista, Cleópatra.

Cleópatra fez a vida de César uma verdadeira aventura, tornou-a bem mais interessante que a guerra, ela o fazia se sentir seguro e dava toda a atenção que o seu amado merecia, ela valorizava César...

Cleópatra estava definitivamente no controle.

Mas como uma mulher que foi exilada conseguiu essa proeza e colocou a prova e em prática todo seu aprendizado e sem medo conseguiu confiar em um outro homem e se entregar?

Como um homem que tinha centenas de mulheres à sua disposição se encantou, apaixonou e amou uma mulher apenas e disse não a todas as outras?

Se até o grande Júlio César, o homem mais poderoso e cobiçado do seu tempo, que teve inúmeras amantes e alcançou glórias que poucos homens até hoje alcançaram, cedeu a esse grande poder da conquista feminina...

Se você dominasse essa arte e se tornasse uma mestra na arte da conquista? 

QUAL SERIA O SEU LIMITE?

Imagine o que você poderá fazer quando dominar essa arte...

Acho que nem o céu seria o limite para você…

Mas para isso acontecer, você tem que entender como funciona o processo de se tornar uma mestra, você vai passar por 3 fases que vão te levar ao ápice da conquista e você terá o controle em suas mãos.

E se quer saber quais são esses passos, fique atenta, porque amanhã eu libero a segunda lição onde você aprenderá o que fazer para se tornar uma mulher tão incrível quanto foi Cleópatra na conquista.