É ISSO QUE VAI DEIXAR O HOMEM QUE VOCÊ QUISER, COMPLETAMENTE APAIXONADO POR VOCÊ EM APENAS 21 DIAS

Em tempo recorde, tenha o homem que quiser em suas mãos.

As palavras certas podem ter como resultado um casamento feliz, por exemplo. E as palavras erradas podem resultar em uma vida solitária e infeliz.

Você vai entender nas próximas linhas, como isso funciona e vai descobrir também o segredo para ter ao seu lado o homem dos seus sonhos, usando o poder das palavras.

Meu nome é Alexandre Chollet e o que eu vou te mostrar agora irá mudar completamente a forma como você enxerga a paquera, o flerte, a conquista, ou seja lá como você chama esse movimento.

Desde 2009 que eu ajudo pessoas a terem um relacionamento de verdade.

Nos primeiros 8 anos eu ajudava os homens, meu objetivo era que cada um deles encontrasse a mulher ideal para estar ao seu lado. Objetivo esse que eu cumpri muito bem.

Em 2017 eu decidi usar todo o conhecimento que adquiri com os homens, para ajudar as MULHERES.

Afinal, eu passei tanto tempo com eles que pude saber tudo sobre como pensam, o que sentem, o que gostam e o que não gostam em uma mulher.

A experiência de ajudar mulheres a terem o relacionamento que sempre desejaram, tem sido uma jornada de sucesso.

Quer ver na prática?

Em Janeiro deste ano (2021) eu conheci a história da Dani. E com a autorização dela, agora você também vai conhecer. 

Daniele teve uma criação muito parecida com a de milhões de mulheres brasileiras, aprendeu desde criança que tomar iniciativa é tarefa exclusiva dos homens.

Este é um erro fatal que colocam na cabeça de uma mulher e você já vai entender o porquê eu estou falando disso agora.

Por acreditar que os homens deveriam sempre tomar as rédeas da paquera, ela nunca desenvolveu a habilidade de conversar com os homens por quem se interessava e foi por isso que suas tentativas de encontrar um homem de valor para ficar ao seu lado foram um completo desastre durante muito tempo.

No começo do ano quando a conheci, Dani já vinha de uma série de relacionamentos fracassados e com a chegada da pandemia, as dificuldades se agravaram.

Ela me contou que os homens com quem ela se relacionava nunca ficavam com ela por mais de 3 meses.

Disse que um pouco antes de começar o período de distanciamento social, conheceu um homem muito legal e no começo estavam se dando super bem

O sexo era bom, ele tinha vários assuntos interessantes e parecia ser um homem honesto e fiel.

Com quase dois meses que eles estavam ficando, ele já havia dormido na casa dela e ela na casa dele, tudo indicava que ele iria pedi-la em namoro e que ia dar tudo certo.

Mas de uma hora para outra, ele sumiu, ficou uns dias sem responder o WhatsApp, parou de postar nas suas redes sociais e depois de uns dias mandou uma mensagem falando que não queria relacionamento sério, que estava numa fase que não queria namorar.

Ela ficou muito triste, principalmente porque as coisas estavam indo muito bem, ela estava cheia de esperanças.

Só que a bomba mesmo, ainda estava para estourar.

Depois de uma semana que ele mandou essa mensagem rompendo o “relacionamento” com ela, uma amiga da Dani ligou para ela dizendo que tinha acabado de ver o cara com uma mulher no shopping, de mãos dadas e parecendo aqueles casais apaixonados.

É isso mesmo que você está pensando.

Ele estava namorando outra!

Dani me contou isso chorando, mesmo já tendo passado tanto tempo.

E eu perguntei a ela se ela sabia porque algo que já tinha acontecido há mais de um ano ainda a incomodava tanto.

E ela respondeu:

“Essa é a história da minha vida, homens legais se interessam por mim no começo, depois somem e aparecem com outra.”

Eu pedi para que ela se acalmasse e respondesse algumas perguntas.

Após ver que ela havia se recuperado e enxugado suas lágrimas, eu perguntei:

“Dani, você me disse que ele tinha vários assuntos interessantes… e você, que tipo de assunto tinha com ele? Como eram os diálogos de vocês?”

Ela respondeu o que eu já imaginava:

“Para falar a verdade, era mais ele que falava coisas interessantes, eu nunca sabia direito o que falar e qual tipo de assunto puxar, então acabava concordando com tudo que ele dizia e deixava essa parte de conversar para ele mesmo.”

Dani ainda me contou que em outros relacionamentos ou tentativas de relacionamentos ela também passou por coisas parecidas, inclusive ficou travada sem saber o que dizer várias vezes diante de homens super interessantes.

Eu pedi para que ela me falasse de algum caso mais recente, algo de depois que começou a pandemia.

Ela disse que tinha conhecido alguns homens nesse período, na maioria das vezes online.

Mas que foi uma sequência de frustrações, uma atrás da outra.

E conforme ela ia contando cada caso, a cada frase eu só confirmava que o seu problema maior com todos os homens era o mesmo:

Sua dificuldade para ter conversas atraentes, interessantes, que deixassem os homens querendo passar mais tempo na companhia dela.

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas o que vou dizer agora é a mais pura realidade.

A base do relacionamento sempre será a conversa.

Pensa no tempo que você passa transando com um homem, no tempo que vocês passam vendo filmes, comendo, lendo, dormindo, conversando… 

Pensa em quando você está junto com um homem, o que vocês mais passam tempo fazendo?

Aposto quanto você quiser que se tem alguma coisa no relacionamento que você faz mais do que conversar, esse relacionamento está completamente falido.

base dos relacionamentos com as pessoas em geral é a conversa. Num relacionamento homem x mulher não será diferente.

Se existem casais que estão juntos há muito tempo e já não conversam mais, é porque o casamento já morreu, só falta alguém tomar coragem de enterrar ou de ressuscitar.

Voltando na Dani… quais os 3 principais pontos que o fato de não ser boa em conversas com homens atrapalhavam a vida amorosa dela?

Sempre que um homem de alto valor se aproximava de Dani, ela não sabia o que dizer e sobre o que conversar, dando a impressão de que não era interessante, deixando assim todos eles escaparem.
Quando ela conseguia tomar iniciativa com um homem por quem se interessava, acabava puxando assuntos nada a ver, que faziam com que os caras só enxergassem nela uma oportunidade de transar.
Das vezes que ela, enfim, entrava em um relacionamento, por não ter desenvolvido a habilidade de conversar, em pouco tempo os homens perdiam o interesse por ela e sumiam.

Sem conversa não há conexão e sem conexão não há relacionamento.

Foram esses 3 pontos que eu apresentei para ela, mas eu não só mostrei onde ela estava falhando e o que ela estava perdendo. 

Inclusive detesto quem faz isso de mostrar os problemas e não mostrar como resolvê-los.

Eu já apresentei a solução imediata.

O que eu disse pra Dani foi o seguinte:

Eu vou te ensinar a conversar!

E é isso que vai te tirar desse ciclo de relacionamentos falidos. Mas você precisa fazer exatamente o que eu disser durante 21 dias.

Ela topou na hora.

A primeira coisa que eu ensinei para a Dani foi como iniciar uma conversa com qualquer homem que quisesse e deixá-lo completamente ligado nela já nos primeiros 5 minutos de conversa.

Eu expliquei para ela o que os homens de valor gostam numa conversa e o que eles detestam.

Mostrei a diferença que existe entre homens e mulheres, no modo como pensam, como agem e é claro, sobre o que gostam de conversar.

Lembrando que o foco aqui são os melhores homens, tá? 

Afinal, ninguém quer usar o poder da conversa com idiotas e cafajestes.

Depois dessa primeira parte eu fiz a Dani entender que ela precisava abandonar tudo que tinha aprendido desde a infância sobre tomar iniciativa em um relacionamento.

A mulher dos dias atuais, se for submissa, vai cair em dois tipos de situação:

Vai atrair embustes que vão usá-la para sexo e se por acaso se apaixonar, será facilmente manipulada e controlada durante o tempo que ele quiser.


Irá afastar homens que procuram mulheres de alto valor, que tem voz e opinião própria. Ou seja, os melhores homens.


Fora que se a mulher nunca tomar a iniciativa, sempre ficar esperando o homem vir falar, um dia ele vai se cansar.

A palavra-chave para os relacionamentos de hoje em dia é reciprocidade.

Sem ela, os melhores homens vão embora. Por falta de reciprocidade que grande parte dos homens de valor perdem o interesse e vão embora.

Depois disso, chegou a hora de mostrar para a Dani o que ela precisava fazer para deixar o homem que ela escolhesse, independente se era um cara bem-sucedido, cobiçado, independente de sua idade ou de onde morasse… completamente apaixonado.

Mostrei para ela como fazer para que um homem de alto valor pudesse dormir e acordar pensando nela.

Como fazer para que o homem que ela desejasse ficasse completamente obcecado por ela e largasse todos os seus contatinhos, parasse de seguir outras mulheres nas redes sociais e só tivesse olhos para ela 24 horas por dia.

Bom, o que eu preciso te dizer agora, é que a Dani tinha muitas dificuldades, muitas limitações, mas uma coisa que era simples para ela era sua capacidade de seguir as orientações.

Ela fez tudo exatamente do jeito que eu ensinei.

O resultado?

VOU TE MOSTRAR AGORA:


Essa mensagem foi enviada pela Dani semana passada.

O que aconteceu com ela foi muito simples, ela aprendeu a conversar.

Mas não foi qualquer jeito de conversar…

Ela aprendeu a usar o poder absoluto que tem a conversa.

E hoje está desfrutando de um relacionamento maravilhoso com um homem de valor, que a faz feliz todos os dias, que é fiel, atencioso, dedicado e é tudo que ela sonhava na cama também.

E quer saber?

A Dani não é um caso isolado, ela não é a única mulher que descobriu o poder absoluto da conversa.

Veja o que tem acontecido com mulheres que aprenderam o mesmo que ela:

É incrível mesmo, eu sei que é.

Mas a melhor parte vem agora…

Se você quiser, pode ter o mesmo que elas.

Se você desejar, pode deixar o homem que você escolher, completamente apaixonado por você.

Para obter resultados com as estratégias do treinamento é necessário aplicar todos os ensinamentos das aulas conforme o recomendado. Os resultados podem variar e dependem unicamente da dedicação de cada aluno em colocar em prática as estratégias aprendidas. Lembre-se que cada um tem sua individualidade, experiência e rotinas, não compare seu resultado com o de outros alunos e siga dando o seu melhor todos os dias. A chave para ter resultados é a consistência.